Câmara Municipal de Oliveira de Azeméis

cmoa

Oliveira de Azeméis é uma cidade portuguesa pertencente ao Distrito de Aveiro, situada na Grande Área Metropolitana do Porto, região Norte e NUT III de Entre Douro e Vouga. É sede de um município subdividido em 12 freguesias.Com 163,41 km² de área, o município é ocupado por cerca de 71 000 habitantes. É limitado a nordeste pelo município de Arouca, a este por Vale de Cambra e Sever do Vouga, a sul por Albergaria-a-Velha, a oeste por Estarreja e Ovar e a noroeste por São João da Madeira e Santa Maria da Feira. Oliveira de Azeméis é uma importante localidade desde tempos imemoriais, sendo um local com presença humana comprovada, desde pelo menos 2000 a.C., nos castros de Ul e de Ossela. Mais tarde, transformou-se num ponto de paragem das vias romanas de Conímbriga-Porto e Lisboa-Braga, da qual subsiste o marco miliário da milha XII. Foi graças a esta posição privilegiada que se desenvolveu, atingindo o estatuto de vila e sede do concelho a 5 de Janeiro de 1799, por D. Maria I, e que culminou com a elevação a cidade a 16 de Maio de 1984.

São vários os símbolos deste município destacando-se não só o património construído, dos quais são exemplo os castros de Ul e de Ossela, os moinhos usados para a moagem de cereais (Parque Temático Molinológico de Ul) e o descasque do arroz, o Parque e a Capela de La Salette, as casas de brasileiro construídas por alguns emigrantes regressados do Brasil, os centros históricos de Oliveira de Azeméis e da Bemposta e alguns edifícios cujos projetos de construção foram elaborado pelo conhecido arquiteto Siza Vieira; mas é também valioso o património natural englobando os rios Antuã, Caima e Ul, para além das paisagens existentes em redor dos mesmos.

É imprescindível mencionar o valioso capital humano que se manifesta em todos os aspetos da alma de Oliveira de Azeméis, nomeadamente através das festas e romarias realizadas nas freguesias, tais como as festas em honra de Nossa Senhora de La Salette, as festas da Alumieira, as festas grandes de Cesar, a festa de S. Brás, o mercado à moda antiga, entre várias outras que trazem um grande número de visitantes a esta região.

 

Texto retirado do site da Câmara Municipal OAZ

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.